BLOG

Como anda a gestão de talentos em sua empresa? Confira os exemplos que separamos e mantenha sua equipe motivada!

Você sabe se a gestão de talentos em sua empresa está trazendo resultados positivos?

A melhor maneira de descobrir isso é usando indicadores de desempenho de departamento pessoal.

Os indicadores de desempenho são ferramentas que calculam resultados e mensuram o impacto de determinadas ações realizadas em uma organização.

Para o setor de departamento pessoal, o uso de indicadores é fundamental para que se possa descobrir o potencial de cada colaborador e atribuir a eles funções e responsabilidades de acordo com o perfil profissional. Isso ajuda a melhorar o serviço e os resultados da empresa.

Além disso, com a ajuda dos indicadores de departamento pessoal, é possível também identificar quais estratégias têm dado certo e quais não estão funcionando tão bem. Assim, fica mais fácil agregar valor ao negócio por meio de ações focadas nos colaboradores.

Pensando nisso, separamos aqui 7 indicadores de departamento pessoal para você utilizar na sua empresa. Confira e saiba como eles podem te ajudar a acompanhar os resultados e a tomar decisões mais assertivas.

1 – Rotatividade de funcionários

Também conhecido como turnover, a rotatividade de funcionários é um indicador que mostra a quantidade de colaboradores que se desligam da empresa em determinado período de tempo.

O cálculo pode ser feito de forma mais geral ou segmentado por cargo, departamento, gênero, idade etc.

Com o resultado do turnover, é possível, por exemplo, identificar padrões nos perfis de funcionários para os quais a empresa é mais interessante e se há evasão de um tipo específico de profissional.

Ao determinar esse índice, evite usar porcentagens vagas. Em vez disso, utilize números absolutos, expondo de que maneira isso pode ser bom ou ruim para empresa.

2 – Custos de rotatividade

A rotatividade gera custos para a empresa. Para calcular este KPI gestão de pessoas, é necessário inserir todas as informações de despesas relacionadas a pagamento das rescisões contratuais, multas, tributos e reposição do profissional que saiu da empresa, além de treinamentos e demais capacitações com o novo funcionário.

A rotatividade representa um alto custo para as empresas, por isso, medi-la é fundamental.

3 – Eficácia de treinamentos

Uma das responsabilidades do departamento pessoal é garantir que os colaboradores recebam os treinamentos certos no momento certo. Para garantir a eficácia dos treinamentos, é interessante medir quantos funcionários receberam treinamento.

Além disso, você pode fazer uma avaliação de desempenho comparando a performance do funcionário antes e depois de ser treinado.

4 – Satisfação dos funcionários

Muitos empresários se preocupam apenas com a satisfação dos clientes e esquecem que funcionários insatisfeitos também podem impactar os resultados do negócio.

Esse indicador é importante para saber se os colaboradores estão felizes em trabalhar na empresa.

Dependendo do resultado, fica mais fácil definir quais estratégias podem ser tomadas para melhorar o índice de satisfação. Para isso, faça uma pesquisa e colete dados quantitativos e qualitativos.

5 – Horas extras X Horas trabalhadas

A relação entre horas extras e horas trabalhadas está ligada à produtividade dos colaboradores. É um doa mais usados indicadores de horas extras.

Incluir esse índice entre seus KPIs de RH é importante para avaliar se os funcionários estão sendo sobrecarregados em suas funções, se a capacidade operacional da empresa está dentro dos conformes, se há necessidade de realocar mão de obra ou de fazer novas contratações.

6 – Taxa de absenteísmo

A taxa de absenteísmo é um dos mais importantes indicadores de departamento pessoal. Ela mede o número de faltas, justificadas ou não, que ocorreram durante determinado período e pode ser aplicado de maneira coletiva ou individual.

A partir desse índice, é possível identificar os motivos que têm levado ao alto absenteísmo, como insatisfação dos funcionários (más condições de trabalho, remuneração baixa, pouco reconhecimento, etc.) e problemas pessoais.

A taxa de absenteísmo é extremamente importante para a empresa, pois, quanto maior ela for, menor será a produtividade e maiores serão as despesas.

7 – Índice de reclamações trabalhistas

As reclamações trabalhistas são um dos principais motivos de dor de cabeça para os empresários. Isso porque enfrentar um processo judicial dessa natureza gera muito desgaste e custos com advogados e indenizações.

Por isso, é fundamental que o departamento pessoal esteja atento ao índice de reclamações trabalhistas. O objetivo desse KPI de RH é fazer com que ele esteja o mais baixo possível.

Para evitar esse tipo de processo, a empresa deve sempre se assegurar de que está operando dentro das obrigações legais, oferecendo boas condições de trabalho, não atrasando os pagamentos, recolhendo INSS, FGTS etc.

Esses foram os 7 principais indicadores de departamento pessoal. Qual deles você já usa na sua empresa?

A Solvção está à disposição para ajudá-lo e esclarecer suas dúvidas, é só entrar em contato com a gente pelo telefone  11 4858-4084 ou WhatsApp 11 99339-8780 ou e-mail: contato@solvcao.com.br

Precisando de especialistas para cuidar da contabilidade da sua empresa e ter mais tempo para se dedicar à administração e aos novos projetos?

Aqui na Solvção você encontra o que precisa! Nós cuidamos de toda a sua contabilidade enquanto você foca nos seus negócios!

WhatsApp chat

Esse site Utiliza cookies para uma melhor Experiência. para mais informações conheça nossa política de privacidade